É namoro, dor ou amizade?

namoro dorEm tempos de mídias sociais, as relações que costumamos estabelecer se tornam mais eletrônicas do que pessoais. Namoro pelo “zap zap”, mais de 2.000 “amigos de face” e a fascinante dor que permeia nossas relações.

Escolher entre o namoro ou amizade de uma garota (no meu caso) ou garoto (de terceiros) mexe diretamente com as expectativas…dependendo do resultado: dor

A dor associada a eventos emocionais e sociais pode aparecer mesmo, é real sim, dói sim. Exemplos clássicos são o pé nos glúteos, dor “tourácica”, dor de cotovelo, dor após eventos trágicos, aborrecimentos ou morte de pessoas próximas, dor que aparece por vermos pessoas com dor. Nossas neurotags disparadas pela memória dolorosa de eventos emocionais e sociais produz dores mal localizadas, meio difusas, cansativas, entristecedoras e reais! Nosso corpo sente, encontramos maneiras diferentes de nos movimentar e é isso ai.

Iniciar um namoro pode ser doloroso
http://www.dailymotion.com/…/xkb77s_homem-sensivel_shortfil…
Manter um namoro pode ser doloroso
https://www.youtube.com/watch?v=VS2zEw9f7sE
Terminar um namoro pode ser doloroso
https://www.youtube.com/watch?v=lH12gqwO2_o
Iniciar uma amizade pode ser doloroso
https://www.youtube.com/watch?v=VzKLe3Eu2Hc
Manter uma amizade pode ser doloroso
https://www.youtube.com/watch?v=MBrntF98Gys
https://www.youtube.com/watch?v=L2eNeFyY0rk
Terminar uma amizade pode ser doloroso
https://www.youtube.com/watch?v=CoLNyZrG3uk

Pessoas que queixam-se de dor pode ter perdas sociais importantes. Não é fácil conviver com pessoas falando de dor o tempo todo, imaginem se for todos os dias. Isso diminui a energia, cria um clima pesado e que facilmente pode estremecer a relação de namoro ou amizade.

Depois desse tempo todo, chego a conclusão que tudo pode doer, basta ter um contexto próprio para doer. Talvez a escolha pela dor seja uma decisão do cliente, mas a escolha pelo namoro ou amizade é sim uma certeza dolorosa. Namora quem quer, tem amigos quem quer. Fica sozinho quem quer.

É do conflito que crescemos, é da dor que nos superamos, é do namoro que nos toleramos, é da amizade que…ficamos amigos.

Um abraço a todos os meus amigos reais, potenciais ou descritos em termos de tal lesão. Um beijo a minha mulher real, que é potencial ou descrita em termos de tal…(não encontrei uma rima boa).

Artur Padão – Dorterapeuta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *