Crônicas Dolorosas 1 – O curioso caso doloroso do sr. cadeira de rodas

req e dorOutro dia, conversando com um senhor que está na cadeira de rodas, ele conta que tudo está difícil e que precisa sair dessa situação. Ele está muito incapacitado e precisa, claro, de um fisioterapeuta em sua vida. Afinal de contas, capacidade funcional é com a “gente mesmo”.

Passou um tempo, talvez uns 3 meses, reencontro esse senhor de pé andando com uma muleta. Maravilhado com o progresso e curioso para saber o que aconteceu, começo novamente um “diálogo doloroso”.

O senhor ex cadeira de roda disse que estava fazendo fisioterapia. Eu, com orgulho no peito de também ser fisioterapeuta, quis saber mais. Na mesma hora, sorridente e satisfeito, me disse que estava fazendo fisioterapia ele mesmo. Já com uma pulga mordendo minha orelha, continuei a perguntar a respeito.

Só de curiosidade, o senhor adotou a fisioterapia do “fundo de copo”. Ou seja, ele pegou um copo de requeijão de vidro e passou o fundo nas pernas, braços, glúteos…E assim, ele levantou e andou. Tudo bem, tudo bem. Massagem é uma ótima opção de tratamento, mas todo mundo faz massagem. Quem não gosta né?

Estarrecido com a resposta, fico me perguntando: como será que as pessoas entendem o que é fisioterapia? Se fisioterapia for passar o fundo de copo, fazer massagem, botar uma bolsa de gelo, banho quente, alongar o corpo eu prefiro me demitir.

E você, sabe o que é fisioterapia?

Artur Padão – Dorterapeuta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.