O universo enxaqueca

dor e exaqEm uma galáxia não muito distante, pessoas sofrem de enxaqueca crônica frequentemente. Enxaqueca é um termo árabe que significa dor em parte da cabeça ou meia cabeça, que do inglês foi chamado de migrânea.

A enxaqueca faz parte do grupo de dores crônicas que afetam e muito a capacidade funcional, além do sofrimento intenso durante as crises. Esse é um problema frequente em todo o mundo.

Uma das características mais interessantes da enxaqueca está relacionada aos fatores que deflagram as crises, como certos tipos de alimentos, som, cheiro forte, movimentos do corpo, luz e temperatura ambiente. Praticamente tudo. O sistema nervoso fica nervoso, sensível, irritado, estressado e dolorido.

Para ser um “enxaquecoso” clássico:

  • a crise deve durar entre 4 a 72 horas
  • ter pelo menos 2 dos seguintes sintomas: dor em um lado da cabeça, de intensidade média a forte, com latejamento ou piora com movimentos;
  • e um dos seguintes sintomas: náusea ou vômito, sensibilidade excessiva a luz (fotofobia) ou pelo som (fonofobia).

Erros no entendimento e diagnóstico da enxaqueca são comuns. Observou-se em um estudo meio antigo de Piovesan e colaboradores (1998) que em quase 90% das vezes ocorriam erros no diagnóstico de enxaqueca pois desconhecia-se o tempo de duração das crises e em 32% das vezes pois sintomas associados eram ignorados.

Enxaqueca tem tratamento com remédios, exercícios e acupuntura. Já o garoto enxaqueca carece de medidas efetivas contra a dor e contra o mal humor. Afinal de contas, quem não é garoto enxaqueca? Agora, caso seja uma garota enxaqueca, agradar é mais que uma tarefa árdua…uma missão na vida.

Artur Padão (as vezes garoto enxaqueca)

Um comentário sobre “O universo enxaqueca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.