A dose de lordose nada dolorida

dor e lombarA curva da coluna lombar, como os curtidores de carteirinha conhecem, se chama lordose. Esse é um termo grego, que significa “curvar-se para trás”, o que aumenta a extensão das costas, criando uma curva lordótica, ou “murundu”. O aumento da lordose é conhecido como hiperlordose, ou mais popularmente conhecido como lombo. “Garotas silicone” e “musas do instagram” conhecem bem.

Tudo bem. Vários sites na Internet dizem que a lordose é um problema muito grave, doloroso ou uma patologia que precisa de tratamento. É só procurar. Se for hiperlordose, então “tá lascado”. Pessoas com dor lombar não procuram sobre isso no pubmed. E a gente sabe como são os tratamentos para a dor lombar (científicos ou empíricos): todos funcionam 🙂

Será que mais dose de lordose tem relação com a dor? Parece que não. Não se encontra nos estudos está amizade. Mas, atendendo as pessoas com dor lombar e “empinadas”, desfazer a curva é confortável para muitos. Muitas vezes, ciência e clínica não se entendem muito bem. A ciência e a razão são inimigas mortais das crenças e superstição.

Existe uma lorDose (dose de lordose) ideal? Sim, a posição neutra, graças aos estudos de panjabi em 1992 em porcos (anatomicamente parecidos conosco), onde ele encontrou uma zona de alinhamento das vértebras de forma equilibrada, sem cabo de guerra entre os ligamentos. Olhando para as pessoas, isso se aplica? Em todas as nossas atividades conseguimos arrumar a casa lordótica de forma neutra?

Um estudo de 1996 citado no livro da nossa diva do estudo do movimento Shirley Sahrmann, encontrou que nenhum dos indivíduos avaliados conseguiu manter sua lordose lombar na posição sentada e sem apoio por mais de 10 min. Então, ter ou não ter hiperlordose, não é a questão.

Parece que dor e lordose compartilham coleguismo da mesma forma que dor e nocicepção: são colegas de colégio que se esbarram de vez em quando na hora do recreio. E a dose aumentada de lordose não é um problema doloroso, nem tão muito importante. Quando explicamos a dor pelo aumento da lordose, o paciente vai querer reduzir esta curva para ter menos dor. Como é pouco provável que isso aconteça, como vai ser então?

Fica a dica: a lorDose ideal é curva! “S” do Senna é escoliose 🙂

Artur Padão – Dorterapeuta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *