Dor muscular tardia: “o dia depois de amanhã”

dor e muscQuem nunca sentiu aquela dor nos músculos ao se exercitar depois de um tempo meio parado? A essa dor chamados de dor muscular tardia, ou seja, uma dor do tipo muscular provocada pelo esforço após exercícios físicos. Se tivéssemos que chamar alguma dor de “normal”, essa seria uma delas.

E porque dói? Reza a lenda científica que existe uma fadiga muscular pelo esforço em um grupo muscular não acostumado com a sobrecarga. É só uma lenda mesmo, porque a dor muscular tardia é causada pelo estiramento muscular e consequente microlesões (controladas e micro mesmo), o que leva a mais informação nociceptiva ao sistema nervoso (não nervoso dessa vez).

A dor muscular tardia é esperada, dolorosa, as vezes um pouco limitante e tem prazo de validade para aparecer e ir embora. O dia depois de amanhã é o momento mais dolorido e quando a pessoa está “mal das pernas em” relação ao condicionamento físico, o dia depois do dia depois do amanhã é brabo!

De uma forma geral, em mais ou menos 1 semana, “tudo passa, tudo passará”. O corpo vai se ajustando, o sistema nervoso vai se equilibrando, os músculos se recuperam e a dor melhora. Mas, o que fazer? Existe alguma coisa que alivia?

Reza a lenda novamente que tem um monte de tratamentos como remédios, alongamento, água quente, mergulhar no mar gelado, se exercitar mais, acupuntura e outras coisas aliviam a dor. Será? Não! Nada alivia! Nada resolve! Só o tempo!

E como dizia o poeta Russo “o tempo é tudo o que somos”. E essa dor muscular tardia não é engolida pelo tempo, simplesmente passa!

Dias de glória no dia depois do amanhã!

Artur Padão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *