Dor, Corpo e Mente: Huguinho, Zezinho e Luizinho 

pat dorQuando estudamos a dor, o corpo e a mente, estamos acostumados a separar cada um deles. Dizem (nossos professores) que isso facilita o aprendizado para entender a contribuição e o que realmente significa cada um…teoricamente!

Entendo que separar estes 3 grandes temas é como pensar em separar os sobrinhos do tio patinhas.

Huguinho, Zezinho e Luizinho são irmãos gêmeos e inseparáveis. O que acontece com um, reflete no outro. Usam roupas de cores diferentes para serem facilmente reconhecidos (não é igual a Banda Supergress).

A parceria deles é invejável. Por isso, separa-los vai dar zebra com certeza. É a mesma zebra de separar dor, corpo e mente.

Como estudar o tema “dor” e acreditar que existe uma dor física (corpo) e psicológica (mental) em momentos distintos? SQN…

Dor é dor. Gera reações em nosso corpo e sempre provoca uma reação emocional, mesmo que não se saiba (ainda) dizer o que é ou dar um nome para tal emoção. Corpo e mente sempre estão interligados, em tudo, e não seria diferente na hora de sentirmos dor.

Os irmãos patinhas tem vários pontos em comum:

* Huguinho – Liderança – – Manda quem pode, obedece quem tem juízo. O cérebro é quem manda!

* Zezinho – Esperteza – – Como “os carioca”. O cérebro é carioca!

* Luizinho – Criatividade – – São tantas reações. Mesmo que você invente, quem cria nossas reações e emoções é o cérebro!

Separar a mente é dizer que a dor é da nossa cabeça, é dizer que é psicológica, é dizer que pode ser inventada.

Separar o corpo é dizer que a dor está no corpo, é valorizar o modelo biomédico, é tocar na ferida.

Separa a dor é virar um pseudo assintomático. Não pode ir embora pra sempre. Tem que estar lá na alegria, na tristeza, na saúde e na doença.

Artur Padão – Dorterapeuta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.