APÓS A ARTRODESE LOMBAR, O QUE FAZER?

A ciência mostra que após cirurgias de artrodese lombar, o paciente deve:

1. Retornar gradativamente as suas atividades

2. Realizar exercícios físicos e o treinamento de tarefas do dia a dia

3. Ter maiores cuidados durante os primeiros 3 meses devido a cicatrização

4. Minimizar o repouso, que é um grande “veneno” para a função

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22817607

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24323844

A experiência mostra que:

1. Nem tudo é fácil ou são flores assim.

2. Ganhar função pode ser uma árdua tarefa quando a dor está no meio do jogo.

3. A maioria dos pacientes operados não melhoram ou até pioram

4. A maioria dos pacientes são operados sem necessidade

De que adianta uma cirurgia perfeita e um paciente com dor e incapacitado?

E isso não é invenção não. Um estudo muito interessante realizado na Inglaterra mostrou uma grande inconsistência entre os próprios cirurgiões sobre o que fazer e o que não fazer. Mais da metade dos cirurgiões entrevistados não recomendavam fisioterapia ou qualquer outro tratamento conservador. Cerca de 35% entregavam instruções ao paciente por escrito, sem saber se eles iriam fazer ou não. No final das contas, cada um baseia sua escolha, na maioria das vezes, em experiências pessoais.

http://bmcmusculoskeletdisord.biomedcentral.com/articles/10.1186/1471-2474-7-47

Não se sabe, por exemplo, se dirigir, ficar sentado ou pegar peso é um problema. Portanto, o paciente recebe restrições sem saber se isso é realmente necessário.

Mas, fica então por isso mesmo?

Não mesmo. Se mais da metade dos pacientes não recebem “indicação da fisioterapia”, que você (paciente dolorido) busque a fisioterapia por você mesmo. Se o trabalho da fisioterapia é ativo, então evite os tratamentos clássicos e que boa parte deles tem um efeito muito a curto prazo ou nenhum efeito como o ultra som, “choquinho” e laser. Invista no tratamento conservador de qualidade, com segurança e acima de tudo com ganho de função.

Brasileiros e brasileiras. Em nome da saúde da coluna. Contra a persistência da dor. E em homenagem aos pacientes que sofrem por dor lombar em todo o Brasil, Eu digo “Não” a artrodese lombar! Tchau querida!

RIP Artrodese lombar sem necessidade.

Artur Padão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *