A vértebra rodada e as dores de coluna

A chuva cai, a rua inunda, o corpo gira e a vértebra roda. Desde que nascemos a vértebra é rodada por natureza. Aliais, antes mesmo. Já na barriga das mães, os bebês já começam a rodar suas vértebras por lá. Menos do que os adultos, claro, pois não tem muito para onde os bebês irem.

As vértebras vão rodando sim ao longo da vida. Que atire a primeira pedra quem nunca disse que a vértebra do paciente está rodada. Todas as vértebras são e estão rodadas, umas mais outras menos. Com dor ou sem dor, com incapacidade ou dentro da normalidade.

As vértebras rodam em casa, no trabalho, no esporte, com a família, passeando na praia, em qualquer lugar, a qualquer hora, ao longo da vida. E como sei que a vértebra está rodada? Você não precisa saber, ela é e está!

Quase todo mundo vai ter dor na coluna, como resultado de hábitos, doenças, estresse, trabalho e um monte de outras coisas. E mesmo assim, mesmo quando a dor estiver por lá, as vértebras serão mais rodadas do que nunca. Só o tempo é capaz de seguir adiante sem parar, envelhecendo nosso corpo, “rodando” nossas vértebras e nos dando experiência.

Novamente: como sei que a vértebra está rodada? Simples: quem nos diz é o nosso tempo de vida aqui na terra. Quanto mais velho você for, mais kilômetros rodados suas vértebras tem. Umas rodam e rodam e se desgastam demais, umas seguem o curso da mamãe natureza. E tem aquelas que se mantém jovens, apesar de rodadas. E quanto mais dor na coluna você sente, mais rodadas são suas vértebras: consultas, tratamentos, procedimentos, exames, exercícios, movimentos e muito mais.

As vértebras seguem no jogo e nunca param de rodar! Mas, podem parar de doer!

Artur Padão

Um comentário sobre “A vértebra rodada e as dores de coluna

  1. Ela pode se deslocar , anterior mais ainda posterior , desalinhar , mas pode voltar . O mais difícil são os processos degenerativos , esses são cada dia ladeira abaixo . ( não podemos deixar de falar Athur das hérnias , extrusas então ) .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *